07/02/2017

Filmes para apaixonados(as) por aviação


Aos apaixonados por aviação, não basta só ter músicas que nos remetem ao nosso sonho, não basta ter seriados, precisamos também de filmes. Daqueles que mostram um pouco da realidade que desejamos. E, na categoria filmes, eu posso indicar para vocês dois. Esses dois filmes são filmes que eu mal consigo ver sem me emocionar, seja pela história, pelos personagens, pela trilha sonora ou até mesmo o cenário.

O primeiro deles e que também é meu favorito é Voando Alto. Acredito que vocês devem conhecer porque a Globo adora passar esse filme na Sessão da Tarde. E esse é o filme que mais consegue retratar a luta que é para se conseguir realizar o sonho de ser comissária e olha que a Donna conseguiu com muito mais facilidade. Não que eu esteja reclamando, mas conseguir emprego de comissária aqui no BR é muito difícil. Tem que ter muita garra e saber exatamente o que quer porque a caminhada é longa.


Donna Jensen (Gwyneth Paltrow) é uma garota pobre que desde criança tem um grande sonho: se tornar aeromoça e ter uma vida glamourosa, viajando pelos cinco continentes. Porém, logo ao entrar na Escola para Comissárias de Bordo ela percebe que a realidade será bem diferente do sonho que imaginava.

Encontrei um trailer do filme, a qualidade não está muito boa, mas já dá para ter uma ideia sobre o filme. Se ficaram interessados, espero que conheçam. Mesmo que vocês não trabalhem na aviação, ele trata de sonhos e de quanto você consegue alcançá-lo.
Outro filme que também me remete a aviação é Top Gun. Esse com certeza vocês devem conhecer porque um dos personagens principais é o Tom Cruise (suspiro), que interpreta um dos pilotos de uma escola. Mesmo não se tratando de comissários, eu não consigo desgostar desse filme, muito pelo contrário, fico ainda mais apaixonada. E ainda mais certa de que posso buscar mais.




Pete Mitchell (Tom Cruise), um jovem piloto, ingressa na Academia Aérea para se tornar piloto de caça. Lá se envolve com Charlotte Blackwood (Kelly McGillis), uma bela mulher, e enfrenta um competidor à sua altura (Val Kilmer).

Não consegui encontrar um trailer do filme em portugês, mas, caso vocês tenham interesse, existe o trailer em inglês. E, como eu disse, é um filme muito bom, que vale muito a pena. 

04/02/2017

Perdendo preconceitos | Kindle

Imagem retirada do We Heart It

Pense numa pessoa que se recusava a querer conhecer e-books. Era eu. Nós, leitores, sabemos o que nos agrada e um livro cheiroso era o que fazia meu coração bater mais forte. Para que eu iria querer conhecer e-readers? Felizmente, em uma daquelas premiações maravilhosas do meu antigo trabalho, eis que surgiu a oportunidade de adquirir um e-reader. Se eu pensei duas vezes? Não mesmo! Em um instante eu olhei e no seguinte, comprei. Foi exatamente assim que começou o meu relacionamento com os e-readers, mais especificamente o Kindle, que é o que eu tenho hoje.

A praticidade de você poder levar todos os seus livros para onde quisesse foi uma das coisas que eu mais adorei. Eu poderia, finalmente, levar todos os meus livros favoritos para passear sem ficar preocupada em acabar com a minha coluna. Não tinha como não gostar desse fator. Outra coisa que eu gostei (e se preparem porque eu gostei de muitas coisas) foi o valor. Jú, mas um Kindle é caro. Eu pesquisei no Buscapé antes de falar para vocês e o preço varia de R$197 até R$900. Mas eu garanto para vocês que é um investimento que vale a pena. Vocês já viram o preço dos e-books? É muito baratinho! Tem e-book de vários preços. Confesso para vocês que não gasto mais do que 10 reais em um e-book, mas consigo encontrar uma variedade gigantesca no catálogo da Amazon (♥).

Essa é outra vantagem: mesmo tendo preços super em conta, o catálogo da Amazon é gigantesco e vocês conseguem encontrar o livro que desejam saindo por um preço muito bom. E o último fator, que tem sido meu amorzinho desde que descobri, é o Kindle Unlimited. Nele, eu consigo alugar os livros que eu desejo por um preço fixo. Por apenas R$19,90 por mês, eu posso ter acesso a um catálogo exclusivo para assinantes e alugar milhares de e-books. Sério, não tem como não gostar de e-reader. Já passou o tempo do preconceito, galera. E se você encontra um achado desses, além de divulgar para todo mundo, você precisa conhecer. Ah, e o Kindle Unlimited ainda tem uma vantagem: é só entrar no site da Amazon e, durante um mês, você pode ter acesso ao catálogo gratuitamente. Isso mesmo, alugar seus livros favoritos gratuitamente durante um mês. É muito amor, gente! Corre logo pra comprar o seu <3

02/02/2017

Calm down, young lady!


Eu só diria uma coisa para a garota que eu era três anos atrás: tenha calma, o mundo não vai acabar amanhã! Logo quando eu completei 18 anos, enfrentei aquele pequeno desespero de não conseguir encontrar um trabalho. Hoje em dia, quando me lembro disso, percebo que não esperei absolutamente nada. Meu aniversário foi em março e em abril, logo no início do mês, eu estava trabalhando. Talvez vocês não saibam, mas os jovens pensam que o mundo vai acabar num piscar de olhos e ele não vai conseguir realizar absolutamente nada do que planejou. Bom, eu era assim.

Eu trabalhei durante 6 meses no comércio da minha cidade e nunca vou conseguir esquecer da oportunidade maravilhosa que foi. Não é comum ouvir alguém falando que gostou de trabalhar no comércio, mas quando me lembro como era não consigo deixar de pensar que tive muita sorte. Ali eu cresci, fiz amizades e planejei sonhos, é algo que vou guardar para sempre no meu coração. ♥

6 meses depois de ter iniciado e estando guardando cada centavo que eu recebia, eu decidi que era hora de dar adeus. Eu achava que já era hora de começar a tomar conta de mim e dos meus sonhos. Então, pedi demissão e em outubro de 2014 comecei o curso de comissária de bordo. Eu estava, finalmente, realizando meu grande sonho.

Eu finalizei o curso em março de 2015 sem muitas celebrações. A minha turma foi a menor turma da escola. E havia ainda o problema da distância, a maioria morava muito longe. Mas eu ainda tenho esperança de que nós vamos conseguir nos reunir e comemorar aquele período maravilhoso.

Então, como eu disse, se eu pudesse encontrar com a garota que eu era quando tinha 18 anos, só diria pra ela ter calma, que ela não precisava e não precisa de aprovação de ninguém, de que ela tinha sim o direito de sonhar e mais ainda, ela tinha o potencial para realizar seus sonhos.

31/01/2017

TAG: Feitiços de Harry Potter

Imagem retirada do We Heart It

Oi, todo mundo!
Eu vinha procurando pela internet algo divertido para postar para vocês, algo que não fosse resenha, música ou seriado (que é o que mais costumo fazer) e encontrei a tag Feitiços de Harry Potter. Ela foi criada pelo canal TurtleSympathy e foi traduzida pelo blog Arrastando as Alpargatas.

  • Expecto Patronum - um livro de infância relacionado com boas lembranças;
Eu não era uma leitora assídua quando criança. Meus pais sempre me incentivaram a ler, mas, na minha casa, só tinha aqueles contos clássicos infantis, que vinham em caixas (e faziam meus olhinhos brilharem). Um gosto de quero mais foi o primeiro livro que eu realmente li quando mais nova e eu lembro que fiquei completamente fascinada com a história, mesmo ela sendo bem simples.


  • Expelliarmus - um livro que te pegou de surpresa;
Eu nunca imaginei que os livros de Harry Potter fossem tão melhores que os filmes. Na verdade, me faltou muito interesse de saber mais e, quando eu finalmente conheci, entendi que agi feito boba ignorando os livros. A história é muito mais completa, com riqueza de detalhes e informações que os filmes não passam. A série foi uma das maiores surpresas da minha vida de leitora.


  • Priori Incantatem - o último livro que você leu;
O último livro que eu li vocês já podem conferir aqui no blog, foi a oitava história de Harry Potter, que já está fazendo muito sucesso entre os fãs, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (clique aqui para ler a resenha). Assim como a série HP, eu julguei mal esse livro e acabei me surpreendendo. Vão lá dar uma conferida em como eu quebrei a cara - mais uma vez.


  • Alohomora - um livro que te apresentou um gênero que você não tinha considerado antes;
Até então, eu não conhecia o gênero thriller. Fui apresentada através do livro Caixa de Pássaros, que não foi um livro que me surpreendeu tanto assim, na verdade, esperava bem mais dele. Na história, as pessoas "não podem" abrir os olhos. Quando isso acontece, elas ficam agressivas, cometem assassinatos e, logo depois, suicídio. Ah, tem resenha dele no blog, é só clicar aqui para ler.


  • Riddikulos - um livro engraçado;
Não que A Garota Americana seja um livro engraçado, mas me lembro que ele me tirou muitas risadas durante a leitura. Quando paro pra pensar, percebo que ele foi o único que me fez rir muito mesmo. Tem resenha dele no blog, clique aqui para ler.


  • Sonorus - um livro que todos deveriam conhecer;
Eu não poderia deixar de citar aqui o meu livro favorito, que eu recomendo para todos os meus amigos e até para os inimigos, simplesmente porque vale muito a pena. Estou falando, é claro, de Extraordinário. Se você ainda não conhece (em que mundo você vive?!), não deixe pra depois, você não tem ideia do quanto está perdendo. Clique aqui para acessar a resenha.


  • Obliviate - um livro ou spoiler que você queria ter esquecido;
A grande culpada de não estar conseguindo finalizar a série Divergente sou eu mesma, ninguém ia me dar spoiler de Convergente, eu mesma pedi. E me arrependi. Simplesmente não consigo passar as páginas de Insurgente e finalizar o livro, tudo isso porque já sei de várias coisas que acontecerão no antecessor. Trágico, trágico.



  • Imperio - um livro que você teve que ler para a escola;
Posso citar novamente Um gosto de quero mais, porque foi para um trabalho que eu tive que ler. A nota foi boa e a leitura melhor ainda.

  • Crucio - um livro que foi doloroso de ler;
Depois de você foi muito doloroso de ler porque eu havia terminado de reler Como eu era antes de você, justamente para estar com a memória fresca. O problema foi que a história me deixou ainda mais emotiva e foi ainda mais difícil de terminar.



  • Avada Kedavra - um livro que pode matar.
Morrer de tanto chorar. Não poderia deixar de citar Como eu era antes de você porque nenhum livro me fez chorar tanto na vida. Se você não conhece (sério, em que mundo você vive?!), é só acessar a resenha (clique aqui) e adquiri-lo o mais breve possível. Tenho certeza que vocês vão gostar!


Eu vou indicar para responder a tag duas pessoas, mas se vocês gostaram, fiquem à vontade. Só não se esqueçam de creditar.
Carolina Souza, do Qual é, guria?
Lydianne Rihs, do Vinte e uma primaveras

25/01/2017

Resenha: Para Sempre

Título: Para Sempre
Título Original:  The Vow
Autores: Kim e Krickitt Carpenter
Editora: Novo Conceito
Páginas: 144
Ano: 2012
Classificação: 4.5/5

Sinopse: A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

23/01/2017

Resenha: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

Título: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
Título Original: Harry Potter and the Cursed Child
Autores: JK Rowling, John Tiffany e Jack Thorne
Editora: Rocco
Páginas: 352
Ano: 2016
Classificação: 5/5 ♥


Sinopse: Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados. Ansiosamente aguardado por milhões de fãs, o oitavo livro da saga de maior sucesso de todos os tempos chega às livrarias de todo o Brasil no dia 31 de outubro, em edições brochura e capa dura. Harry Potter e a criança amaldiçoada é a edição impressa do roteiro de ensaio da peça escrita por J.K. Rowling em parceria com Jack Thorne e John Tiffany, que está em cartaz em Londres e sepassa 19 anos após os acontecimentos narrados em Harry Potter e as Relíquias da Morte.

14/01/2017

Indicação: Um olhar do paraíso


Um dos filmes marcantes de 2016 foi Um olhar do paraíso. Eu nunca havia ouvido falar, foi através de uma publicação no Facebook que eu me interessei. O filme, no final, não foi tão emocionante quanto eu esperava. Eu me emocionei sim, mas talvez estivesse esperando mais. Susie Salmon estava voltando para casa quando tudo aconteceu, ela imaginou que iria conhecer o retiro que seu vizinho havia construído. Infelizmente, ali mesmo ela foi assassinada. Confesso que a inocência da Susie me deixou chocada, mas eu não posso dizer que isso é impossível de acontecer porque, na verdade, ninguém nunca espera que algo assim aconteça. Simplesmente acontece, sem prévio aviso. Estando entre o paraíso e o inferno, ela tenta ajudar a família a se restabelecer ao mesmo tempo que tenta fazer justiça contra o homem que acabou com sua vida.


6 de dezembro de 1973. Norristown, Pensilvania, subúrbio da Filadélfia. Susie Salmon (Saoirse Ronan) está voltando para casa quando é abordada por George Harvey (Stanley Tucci), um vizinho que mora sozinho. George a convence a entrar em um retiro, por ele construído. Lá dentro, Susie é assassinada. Os pais de Susie, Jack (Mark Wahlberg) e Abigail (Rachel Weisz), inicialmente se recusam a acreditar na morte da filha, mas precisam aceitar a situação quando seu gorro é encontrado em meio a um milharal, junto a destroços do retiro que estão repletos de sangue. Em meio às investigações, a polícia conversa com George mas não o coloca entre os suspeitos. Com o tempo Jack e Lindsey (Rose McIver), a irmã de Susie, passam a desconfiar de George. Toda esta situação é observada por Susie, que agora está em um local entre o paraíso e o inferno. Lá ela precisa lidar com o sentimento de vingança que nutre em relação a George e a vontade de ajudar sua família a superar o trauma de sua morte.