23/02/2017

Resenha: Cabeça de Vento

Título: Cabeça de Vento
Título Original: Airhead
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Ano: 2010
Classificação: 4/5

Sinopse: Emerson Watts odeia seu nome, tem problemas com quase todo mundo na escola e seu melhor amigo parece nem desconfiar de sua paixão por ele. Parece que ela tem problemas? Pois um acidente num shopping aproxima Em e a famosa modelo Nikki Howard muito mais do que deveria, e é aqui que os problemas começam de verdade.







Resenha: Para o tema de fevereiro Se passa em Nova York do I Dare You, decidi ler Cabeça de Vento, da Meg Cabot. Eu tinha vontade de ler esse livro desde quando conheci a autora, tinha certeza que iria adorar a história só de ler a sinopse. A leitura fluiu muito bem, até bem melhor do que eu esperava, mas a história não foi tudo aquilo que eu estava imaginando. Vejam bem, eu gostei sim, é uma história boa, mas sem nada marcante, nada que a faça se tornar especial.

Imagine que você está em uma sessão de autógrafos que contém a presença de várias celebridades e, sem mais nem menos, você sofre um acidente (resumi bastante o início, mas foi mais ou menos assim que aconteceu) e, quando desperta, descobre que você se tornou uma das celebridades daquela festa. Uma pessoa totalmente diferente de você, tanto na aparência quanto na personalidade. Eu até curtiria isso, mas para Emerson esse foi o dia que sua vida se tornou uma loucura. Ela era uma adolescente comum, apaixonada por games e que nutria uma paixão secreta pelo melhor amigo. E, de repente, se tornou uma das modelos mais faladas da atualidade, bonita e rica.

Como esse é o primeiro livro é normal que a personagem principal não consiga entender e se adaptar a nova situação. Como todo livro que trata de algo assim, é lá para o meio do livro/final que percebemos que ela começou a encarar tudo de uma forma mais "normal". Por não tratar de um tema tão comum, eu imaginei que ele deixaria algo mais marcante, algo que me deixasse pensando nele por vários dias. Isso não aconteceu, foi uma leitura comum, tampouco engraçado como é de costume nos livros da Meg. Foi uma leitura razoável, indico para quem procura por um livro que possa te tirar de uma ressaca-literária ou por algo mais leve.

No mais, a nota que ele recebeu comigo no Skoob foram quatro estrelas. Mas como é uma trilogia, resolvi dar uma chance e continuar a leitura assim que possível. Se vocês já leram, comentem aqui embaixo o que acharam da leitura e me indiquem outros livros da Meg para eu ler! ;)

Essa resenha faz parte do I Dare You 2017 (clique aqui para conhecer).

Um comentário:

  1. Oii
    Adoro a Meg e todos os livros dela. A série cabeça de vento realmente não é muito marcante, mas é hilária. Eu ri muito com os personagens e com as maluquices que a autora invento. <3

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir